Rubens Jardim

A poesia é uma necessidade concreta de todo ser humano.

Meu Diário
08/03/2019 13h46
NA MINHA ÉPOCA DEDO-DURO NÃO ERA RESPEITADO...

A BOA VIDA DOS DELATORES - Depois de prestar um monumental desserviço ao país, a operação lava jato e seus executores já foram acusados de contínuas violações dos direitos individuais.Eu achei e continuo achando qjue os prejuízos foram e estão sendo muito maiores do que toda a dinheirama roubada ou desviada. E não é que eu seja favorável à corrupção. Deixando isso claro, vamos ao que interessa: a boa vida dos delatores. Dois deles foram destaque da revista Época.Um é Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro, empresa de transporte da Petrobras. Ele vive em Fortaleza, em sua mansão, apelidade de gaiola de ouro, com piscina, quadras poliesportivas e até um cata-vento gigante para produção de energia eólica. Sergio Machado, graças ao fato de dizer o que os membros da República de Curitiba queriam ouvir, não ficou um só dia preso e foi dispensado do incomodo da tornozeleira eletrônica. O outro é o ex-senador Delcídio Amaral, cassado pelo Senado, pessoa com aguçado senso de oportunidade: foi PSDB quando convinha ser PSDB, PT quando o melhor era ser PT e, ao que parece, em tempos de Lava Jato, delator quando era propício ser delator. Hoje, divide sua rotina entre São Paulo, onde vive parte de sua família, e Campo Grande, onde cuida da propriedade que pertenceu a seus pais. Os anos de exílio político não afetaram o espírito bon vivant — é figura carimbada nas colunas sociais da cidade.


Publicado por Rubens Jardim em 08/03/2019 às 13h46
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
08/03/2019 13h39
PRIMEIRO MUNDO TÁ REESTATIZANDO.

As reestatizações aconteceram com destaque em países centrais do capitalismo como Alemanha, França, EUA, Reino Unido. E por uma razão muito simples: as empresas privadas priorizavam o lucro e os serviços estavam caros e ruins. A pesquisa é do TNI (Transnational Institute), centro de estudos em democracia e sustentabilidade sediado na Holanda, com dados de 2000 a 2017. A lógica perversa é essa: como a fonte tá secando por lá, eles vem buscar água por aqui...Muito parecido com a época do Brasil Colônia,né não?


Publicado por Rubens Jardim em 08/03/2019 às 13h39
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
22/02/2019 21h31
A NOSSA HUMANIDADE AGONIZANTE

Gosto muito --e subscrevo sempre-- os textos que Arnaldo Afonso elabora para a abertuta do excelente #sarauluaueoescambau

“AS VIDAS PRECIOSAS >>> Pois é, amigos. Muita coragem para suportar as tragédias que se sucedem e vitimam inocentes. Por descaso, ganância, pelo não cumprimento da legislação, pela impunidade. Parece que, exceto Lula (responsabilizado por ‘tudo de mal’), ninguém é culpado de nada. O presidente da Vale, senhor Fábio Schvartsman, ao invés de pedir perdão e se ajoelhar chorando aos pés dos parentes dos 169 mortos de Brumadinho, saiu em defesa da empresa, a quem chamou de ‘joia brasileira’. Saiba, senhor Schvartsman: pedras preciosas e únicas são as vidas que foram perdidas. O senhor poderia, ao menos, ter se levantado da cadeira e abaixado a cabeça, respeitosamente, durante o minuto de silêncio dedicado às vítimas. Nem isso… E o ‘Mengão’, hein? Até quando a gente vai ficar aguentando essa lenga-lenga de ‘futebol, paixão nacional’, enquanto dirigentes e empresários ladrões enriquecem deixando os ‘grandes clubes’ na falência (porque sabem que os governos ‘cobrirão’ o rombo). Vi pela net uma tal de #forçaflamengo. Como assim? Temos que nos solidarizar e dar força é para as famílias dos dez adolescentes que estavam sob a responsabilidade do clube brasileiro de maior torcida e que tiveram suas vidas ceifadas, estupidamente. Quanto vale uma vida? E dez? De quem é a culpa, leitor? De ninguém? Acidente, fatalidade, destino, acaso, azar? Ah, sei, sei… E os casos diários de feminicídios? Culpa das mulheres, né? E os jovens da periferia do Rio, fuzilados por snipers? E o governador Witzel, que ao invés de investigar os abusos, saiu em defesa da polícia? Assim como o filho de Bolsonaro, que já se posicionou a favor das milícias (pesquisa divulgada nesta semana as apontou como ‘o maior motivo de medo’ do cidadão carioca). E os assassinos de Marielle, quem são? Culpa de ninguém. Coragem pra suportar… Moro entregou um pacote de leis ‘anticrime’ sem promover debate público e ignorando estudos de especialistas. Acho que tanto ele, quanto esse governador, pensam que é só mirar (em nós) e atirar. Mal comparando, eles acham certo fazer o que o segurança do supermercado fez com o cachorrinho. Ou, como num caso de ‘menor comoção’ (ironia, leitor), acham correto dar um mata-leão num pobre rapaz alterado e inconveniente. E a ‘exclusão de ilicitude’ garantirá a impunidade. Coragem para suportar tantas mortes anunciadas. Somos nós que estamos morrendo. Nossa humanidade agoniza.”


Publicado por Rubens Jardim em 22/02/2019 às 21h31
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
17/02/2019 22h58
ESSE MEU GAROTO JÁ ME DEU E AINDA VAI ME DAR MUITAS ALEGRIAS

Meu filho é psicólogo e já tá clinicando faz algum tempo.É o que ele gosta de fazer nessa vida. Sempre achei ele vocacionado pra esse troço. Agora está atendendo nesses dois endereços. O whatsapp dele: 96161 2310.

 


Publicado por Rubens Jardim em 17/02/2019 às 22h58
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
 
15/02/2019 00h23
UMA SALVA DE PALMAS PRA BIBI E DAVI

Tenho sorte na minha vida, uma delas é de ter produzido por 3 temporadas a grande dama dos palcos: Bibi Ferreira. Não vou lamentar, nem chorar sua passagem para o plano espiritual, vejo apenas vitória e brilhantismo na história dessa nossa grande artista. Fico na memória com os momentos marcantes que me proporcionou, cantando e encantando tantos espectadores, com força e brilhantismo, em cima do salto alto, mesmo já com seus 90 anos. Me ensinou muita coisa com seu exemplo de luta e resistência, vou lembrar sempre dela em frente ao espelho do seu camarim, com cara de menina, depois de uma grande e inesquecível recita de seu espetáculo. Voa Bibi, vá e cante no céu, onde nos levou tantas vezes com asas e lirismo, uma salva de palmas!!!! (post do meu querido amigo e poeta Davi Kinski )


Publicado por Rubens Jardim em 15/02/2019 às 00h23
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.



Página 6 de 90 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]

Site do Escritor criado por Recanto das Letras