Rubens Jardim

A poesia é uma necessidade concreta de todo ser humano.

Meu Diário
25/01/2018 01h29
AS LEIS NÃO BASTAM. OS LÍRIOS NÃO NASCEM DA LEI (Drummond)

Em nenhum momento esperei algo diferente desse julgamento do Lula. Aliás, nunca esperei nada diferente do poder judiciário. As pessoas que estão lá, quase todas oriundas da classe média branca, nunca simpatizaram com as classes populares.E isso não é de agora. Tem toda a história da escravidão, dos excluídos sociais e desse papo furado da meritocracia --e de preconceito. Mas a classe média é, como disse o Jessé Souza, o capataz da elite do dinheiro. E no caso desse julgamento, tudo estava decidido e armado, desde o golpe que derrubou a Dilma. É um projeto de país que foi desmantelado. E em seu lugar foi colocado isso que está aí: um regime de exceção. Sinto-me inseguro em relação aos meus direitos de cidadão. Algo muito parecido com o sentimento que me habitava após o golpe militar de 64. E pra extravasar minha indignação, releio e divido esses trechos da Ode ao Burguês, do querido Mário de Andrade:
Eu insulto o burguês! O burguês-níquel, 
o burguês-burguês! 
A digestão bem-feita de São Paulo! 
O homem-curva! o homem-nádegas! 
O homem que sendo francês, brasileiro, italiano, 
é sempre um cauteloso pouco-a-pouco!
................................................................
Morte à gordura! 
Morte às adiposidades cerebrais! 
Morte ao burguês-mensal! 
..............................................................
Come! Come-te a ti mesmo, oh gelatina pasma! 
Oh! purée de batatas morais! 
..................................................................
Todos para a Central do meu rancor inebriante 
Ódio e insulto! Ódio e raiva! Ódio e mais ódio! 
Morte ao burguês de giolhos, 
cheirando religião e que não crê em Deus! 
Ódio vermelho! Ódio fecundo! Ódio cíclico! 
Ódio fundamento, sem perdão!


Publicado por Rubens Jardim em 25/01/2018 às 01h29
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original.

Site do Escritor criado por Recanto das Letras