Rubens Jardim

A poesia é uma necessidade concreta de todo ser humano.

Textos

Quem poderia
Quem poderia retê-la
visitante noturna
Ariana, Anária?

Ouço teu nome
e restabeleço Abel:
teu humus e teu humor.

No entanto,quem restituiria
tuas reses, tuas terras colonizadas,
teus erros, teus colonos mortos?

Aproximo esses afluentes.
Recomponho teus afluxos.

Agora até os cegos se curvariam
ao peso de tua sombra.

No entanto, quem acederia
a teu rumor de escada,
aos teus acessos, as tuas escaladas?

Soçobras.
Mas eu te retenho.

São teus estes enigmas.

Rosa dos ventos
Rosa dos vales
Rosa das velas
Rubens Jardim
Enviado por Rubens Jardim em 17/05/2006
Alterado em 29/06/2009
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras