Rubens Jardim

A poesia é uma necessidade concreta de todo ser humano.

Meu Diário
22/02/2019 21h31
A NOSSA HUMANIDADE AGONIZANTE

Gosto muito --e subscrevo sempre-- os textos que Arnaldo Afonso elabora para a abertuta do excelente #sarauluaueoescambau

“AS VIDAS PRECIOSAS >>> Pois é, amigos. Muita coragem para suportar as tragédias que se sucedem e vitimam inocentes. Por descaso, ganância, pelo não cumprimento da legislação, pela impunidade. Parece que, exceto Lula (responsabilizado por ‘tudo de mal’), ninguém é culpado de nada. O presidente da Vale, senhor Fábio Schvartsman, ao invés de pedir perdão e se ajoelhar chorando aos pés dos parentes dos 169 mortos de Brumadinho, saiu em defesa da empresa, a quem chamou de ‘joia brasileira’. Saiba, senhor Schvartsman: pedras preciosas e únicas são as vidas que foram perdidas. O senhor poderia, ao menos, ter se levantado da cadeira e abaixado a cabeça, respeitosamente, durante o minuto de silêncio dedicado às vítimas. Nem isso… E o ‘Mengão’, hein? Até quando a gente vai ficar aguentando essa lenga-lenga de ‘futebol, paixão nacional’, enquanto dirigentes e empresários ladrões enriquecem deixando os ‘grandes clubes’ na falência (porque sabem que os governos ‘cobrirão’ o rombo). Vi pela net uma tal de #forçaflamengo. Como assim? Temos que nos solidarizar e dar força é para as famílias dos dez adolescentes que estavam sob a responsabilidade do clube brasileiro de maior torcida e que tiveram suas vidas ceifadas, estupidamente. Quanto vale uma vida? E dez? De quem é a culpa, leitor? De ninguém? Acidente, fatalidade, destino, acaso, azar? Ah, sei, sei… E os casos diários de feminicídios? Culpa das mulheres, né? E os jovens da periferia do Rio, fuzilados por snipers? E o governador Witzel, que ao invés de investigar os abusos, saiu em defesa da polícia? Assim como o filho de Bolsonaro, que já se posicionou a favor das milícias (pesquisa divulgada nesta semana as apontou como ‘o maior motivo de medo’ do cidadão carioca). E os assassinos de Marielle, quem são? Culpa de ninguém. Coragem pra suportar… Moro entregou um pacote de leis ‘anticrime’ sem promover debate público e ignorando estudos de especialistas. Acho que tanto ele, quanto esse governador, pensam que é só mirar (em nós) e atirar. Mal comparando, eles acham certo fazer o que o segurança do supermercado fez com o cachorrinho. Ou, como num caso de ‘menor comoção’ (ironia, leitor), acham correto dar um mata-leão num pobre rapaz alterado e inconveniente. E a ‘exclusão de ilicitude’ garantirá a impunidade. Coragem para suportar tantas mortes anunciadas. Somos nós que estamos morrendo. Nossa humanidade agoniza.”


Publicado por Rubens Jardim em 22/02/2019 às 21h31
 
17/02/2019 22h58
ESSE MEU GAROTO JÁ ME DEU E AINDA VAI ME DAR MUITAS ALEGRIAS

Meu filho é psicólogo e já tá clinicando faz algum tempo.É o que ele gosta de fazer nessa vida. Sempre achei ele vocacionado pra esse troço. Agora está atendendo nesses dois endereços. O whatsapp dele: 96161 2310.

 


Publicado por Rubens Jardim em 17/02/2019 às 22h58
 
15/02/2019 00h23
UMA SALVA DE PALMAS PRA BIBI E DAVI

Tenho sorte na minha vida, uma delas é de ter produzido por 3 temporadas a grande dama dos palcos: Bibi Ferreira. Não vou lamentar, nem chorar sua passagem para o plano espiritual, vejo apenas vitória e brilhantismo na história dessa nossa grande artista. Fico na memória com os momentos marcantes que me proporcionou, cantando e encantando tantos espectadores, com força e brilhantismo, em cima do salto alto, mesmo já com seus 90 anos. Me ensinou muita coisa com seu exemplo de luta e resistência, vou lembrar sempre dela em frente ao espelho do seu camarim, com cara de menina, depois de uma grande e inesquecível recita de seu espetáculo. Voa Bibi, vá e cante no céu, onde nos levou tantas vezes com asas e lirismo, uma salva de palmas!!!! (post do meu querido amigo e poeta Davi Kinski )


Publicado por Rubens Jardim em 15/02/2019 às 00h23
 
15/02/2019 00h02
UMA COISA PUXA A OUTRA QUE PUXA A OUTRA...

Minha mulher, Ana Maria Leitão,não pode usar seu chapéu na renovação da carteira de identidade.Quando ela estava criando esse adorno pra sua cabeça, lá na casa do mato, me lembrei de uma figuraça que conheci no périplo da Catequese Poética nos anos 60, em Minas: dona Olímpia. Segundo Rita Lee ela foi a primeira hippie brasileira. Circulava por Ouro Preto e chamava a atenção de todos: artistas, músicos, filósofos.Em 1959, Sartre e Simone foram fotografados com ela.


Publicado por Rubens Jardim em 15/02/2019 às 00h02
 
14/02/2019 23h53
NOVAS EDIÇÕES DE GRANDE SERTÃO:VEREDAS

GUIMARÃES ROSA VEM AÍ - Sessenta e três anos depois da publicação de Grande Sertão:Veredas (1956) obra que mudou a história literária do Brasil e é considerada uma revelação do potencial expressivo da nossa língua, a Companhia das Letras anuncia duas edições desse longo poema em prosa: uma comum e outra de luxo. Esta terá 63 exemplares, numerados, com capas feitas por bordadeiras de São Paulo e Minas Gerais. O preço dessa edição especial (R$1190,00) está provocando polêmica nas redes sociais. A edição comum custará R$89,90.


Publicado por Rubens Jardim em 14/02/2019 às 23h53



Página 16 de 100 « 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 » [«anterior] [próxima»]

Site do Escritor criado por Recanto das Letras