Rubens Jardim

A poesia é uma necessidade concreta de todo ser humano.

Meu Diário
21/11/2018 01h06
É PRECISO RESPEITAR ACIMA DE TUDO A DIGNIDADE DO SER HUMANO

DESABAFO - Já estive em Cuba, em uma feira do livro e posso assegurar a vc: cuba deve ser o inferno para os endinheirados, um purgatório para a classe média e o paraíso para os pobres. Essa é a verdadeira razão que fez o EUA estabelecer o bloqueio e colaborar com todas as ditaduras militares da América Latina. Sempre foi preciso demonizar o "comunismo" pra evitar sua expansão.E as elites endinhehiradas sempre fizeram isso através das mídias. E uma das conversas fajutas, talvez a mais frequente, é a aludida falta de liberdade.Um conceito genérico e abstrato que não resiste a qualquer cotejo com situações concretas. Por exemplo:a maior parte da população brasileira recebe como renda familiar menos do que o auxílio-moradia dos operadores da justiça e dos membros do congresso nacional( por volta de 4 mil reais). Será que essas pessoas moram precariamente, não tem acesso a uma boa saúde, à educação e a um trabalho digno por que elas querem? Elas possuem alguma liberdade? Elas tem algum direito? Enquanto os privilegiados, e me incluo nesse grupo, fazem escolhas onde irão nas férias --nordeste, europa, eua--essas pessoas sobrevivem, cotidianamente, com dificuldades até para comprar alimentos básicos e se locomover para o trabalho precário. Esclareço que esses privilégios me constrangem. Por isso, sempre lutei em favor de uma sociedade mais igualitária e fraterna. Sei, no entanto, que muita gente da minha famigerada classe média pensa exatamente o contrário. Eles estavam no armário até recentemente.Mas com a abertura das portas e comportas, seus comportamentos vieram à tona. Eles querem, no fundo, que os pobres desapareçam e não atrapalhem. Que sejam mortos ou presos, tanto faz. Mas desapareçam. Não respeitam a dignidade inerente a qualquer ser humano. E isso me provoca uma imensa dor. Pois sou daqueles que foi convertido, de verdade, pela palavra de Cristo: amai-vos uns aos outros.E é com essa bandeira que seguirei até o fim de meus dias. Respeitando as diferenças e as divergências, detestanto o racismo, a miséria, as abjetas desigualdes sociais. (pensei em esclarecer alguns pontos de um comentário feito em minha página no facebook. mas o texto foi andando e tomou esse vulto.aí eu reli e resolvi dividir com os amigos)


Publicado por Rubens Jardim em 21/11/2018 às 01h06

Site do Escritor criado por Recanto das Letras