Rubens Jardim

A poesia é uma necessidade concreta de todo ser humano.

Meu Diário
30/12/2018 16h07
POEMA DE GRATIDÃO ÀS ARVORES-SENTINELAS

em silêncio dialogo
com o silêncio
do plátano
da paineira
e do liquidâmbar.

Plantei-os 
também em silêncio
há 20 anos.
Eram frágeis
como uma criança
recém nascida.

Hoje 
enormes
eles me protegem
do voo 
e das asas
da palavra.

(divido com amigos este poeminha nascido aqui na casa do mato,em Cotia, bem pertinho dessas três árvores-sentinelas da minha vida. já faz algum tempo que ele foi escrito,certamente no segundo semestre deste ano. Na foto Ana, minha esposa e eu, na casa do mato)


Publicado por Rubens Jardim em 30/12/2018 às 16h07

Site do Escritor criado por Recanto das Letras