Rubens Jardim

A poesia é uma necessidade concreta de todo ser humano.

Meu Diário
06/02/2019 18h28
QUANDO AS CASAS ERAM ABERTAS AOS OUTROS E AOS AFETOS

AV. REBOUÇAS, ANOS 50 -- Morei lá nos anos 60 em um casarão do meu tio e a avenida ainda era exatamente assim, com esse canteiro central fabuloso. E a nossa vida lá parecia uma festa interminável. Também moravam lá: meus pais, meus dois irmãos, minha avó Elisa, meu tio Walter, minha tia Dulce. Apesar da ditadura militar, vivíamos em paz. E a vovó atraia visitas cotidianas de meus tios e tias e primos e primas. Preservo lembranças extremamente gratificantes dessa vida aberta ao outro.


Publicado por Rubens Jardim em 06/02/2019 às 18h28

Site do Escritor criado por Recanto das Letras