Rubens Jardim

A poesia é uma necessidade concreta de todo ser humano.

Meu Diário
22/12/2018 18h22
GRAÇAS ÀS REDES SOCIAIS POESIA ESTÁ EM ALTA NA ARGENTINA

POESIA EM ALTA EM PLENA CRISE EDITORIAL -- Esse é o teor da matéria de uma página no jornal Clarin, de Buenos Aires.Segundo essa matéria, é a presença dos autores e de suas obras na web que está impulsionando vendas, reedições e novas publicações. Alguns poetas estreantes chegaram a vender mais de 3 mil exemplares em menos de 1 ano. Editores comentam que um ponto a favor desse fenômeno é que a leitura de poemas não exige muito tempo. Ela é rápida e está bem de acordo com a pressa e aceleração do tempo em nossa época.


METERTE EN EL MAR
Pienso que escribir
es como meterte en el mar:
primero el agua
está helada,
pero a medida que te metés
y permanecés
se va poniendo calentita.

Pienso que también
es una forma de pasar
sin mucho dolor
por este barro.

Y también pienso
que escribir
es hablar de amor
cuando se termina.

(poema e foto de Silvia Giaganti, do seu primeiro livro TARDA EN APAGARSE, que esteve entre os mais vendidos)


Publicado por Rubens Jardim em 22/12/2018 às 18h22
 
12/12/2018 19h56
A POESIA É REVOLUCIONÁRIA GRAÇAS À SUA ESSÊNCIA CRISTÃ, DIZIA JORGE DE LIMA

Para encerrar 2018, um ano conturbado e tenso, estamos preparando um lindo evento repleto de poesia e arte!
Vários coletivos literários e poetas convidados reunidos para mostrar que a poesia prevalece em meio qualquer tempestade!
Após as apresentações, o microfone será aberto para todos que ali estiverem participarem!
Poesia é Resistência!❤️
Imperdível!

Dia: 13/12
Hora: a partir das 18:30
Local: Patuscada - Livraria, bar & café
- Rua Luís Murat, 40 - Pinheiros

Organização e apresentação: Adriana CalóCesar Augusto de CarvalhoGraziela Brum e Rubens Jardim.


Publicado por Rubens Jardim em 12/12/2018 às 19h56
 
07/12/2018 18h59
O BOM COMBATE É ACABAR COM ESSAS MAMATAS

NUM PAÍS DE DESIGUALDADES ALARMANTES como é o Brasil, parece desfaçatez e provocação os absurdos privilégios que enchem de poder e grana os bolsos de nossos deputados federais. Segundo o site Congresso em Foco, os gastos anuais com os 513 deputados federais chegam a R$ 1,1 bilhão. Cada deputado custa anualmente mais de R$ 2,1 milhões.E essa grana não cai do céu. Ela sai de nossos bolsos e bolsas, quase sempre vazios, através de impostos e taxas e outros quitutes que a casa-grande estabelece e ponto final. 
Por mês, são mais de R$ 91,8 milhões gastos com os salários, benefícios e privilégios dos deputados federais. Em média, cada deputado custa R$ 179 mil por mês ao país. São R$ 33,7 mil de salário; R$ 1,4 mil de ajuda de custo; entre R$ 30,4 mil e R$ 45,2 mil de cotão (valor que varia de estado para estado e que é usado para gastos como passagens aéreas, fretamento de aeronaves e alimentação do parlamentar); auxílio-moradia de R$ 4,2 mil ou apartamento funcional; e R$ 101,9 mil de verba de gabinete para até 25 funcionários.
E isso ocorre, com pequenas variáveis, em todas as casas legislativas brasileiras( 26 assembléias+a do distrito federal) e em mais de 5.500 câmaras municipais de vereadores. Sem mencionar os altos salários e os penduricalhos que beneficiam essa casta de privilegiados do nosso judiciário que é lerdo,lento e quer sair na fotografia como "imparcial". Precisamos lutar contra esses absurdos que são legais--mas são imorais.


Publicado por Rubens Jardim em 07/12/2018 às 18h59
 
04/12/2018 22h22
ESTE NÃO É APENAS UM SARAU: É UMA CONVOCATÓRIA

POESIA TAMBÉM É RESISTÊNCIA --. Por isso, o SARAU DA RESISTÊNCIA vai reunir vários poetas e coletivos no lançamento de livro-antologia com os participantes. Vai ter música também.Muita cerveja. Muita gente linda, muita energia e muito amor. Venha festejar com a gente.


Publicado por Rubens Jardim em 04/12/2018 às 22h22
 
04/12/2018 22h14
A CASA-GRANDE E A SENZALA AINDA ESTÃO POR AÍ

REINO DA DESIGUALDADE - Pesquisa Desigualdade Mundial 2018, coordenada pelo economista Thomas Piketty mostrou que os milionários brasileiros sobrepujaram os milionários do Oriente Médio. Dados desse trabalho apontam que o 1% mais rico do Brasil detinha 27,8% da renda do país em 2015, enquanto os milionários do Oriente Médio, aparecem com 26,3% da renda da região.
O Brasil também se destaca no recorte dos 10% mais ricos, mas não de forma tão intensa quanto se observa na comparação do 1% mais rico. Os dados mostram o Oriente Médio com 61% da renda nas mãos de seus 10% mais ricos, seguido por Brasil e Índia, ambos com 55%, e a África Subsaariana, com 54%.
A região em que os 10% mais ricos detêm menor fatia da riqueza é a Europa, com 37%


Publicado por Rubens Jardim em 04/12/2018 às 22h14



Página 23 de 100 « 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 » [«anterior] [próxima»]

Site do Escritor criado por Recanto das Letras