Rubens Jardim

A poesia é uma necessidade concreta de todo ser humano.

Meu Diário
31/01/2018 20h44
DIVIDO COM OS AMIGOS ESSA MANIFESTAÇÃO CARINHOSA

CANTARES DA PAIXÃO

Rubens Jardim, poeta, era um dos participantes da Catequese Poética, formada por um "...grupo de dezenas de jovens que realizaram inúmeros festivais e leituras de poemas pelo país. Do núcleo central deste movimento faziam parte também Lindolf Bell, Luis Carlos Mattos, Iracy Gentili, Erico Marx Muller, Reni Cardoso e Ronald de Carvalho"..., nas palavras de Afonso Romano de Sant'Anna, escritas na orelha do livro CANTARES DA PAIXÃO, de autoria de Rubens, Edição da Manuela Editorial, com prefácio de Claudio Willer. Rubens Jardim é poeta de combate, daqueles que não se conformam em apenas e tão somente escrever e publicar poesia nos livros, mas também pratica o ofício da declamação em todo e qualquer lugar onde hajam pessoas para ouvi-lo. Poética de resistência e luta, também lirismo e beleza, compromisso com a palavra e suas consequências.

Deixo aos leitores, que por certo haverão de ler ainda e ouvir Rubens na oralidade de sua poética, um pouco de CANTARES DA PAIXÃO

Anarda era uma viagem
dentro do tinteiro. Cor e acorde,
Anarda era uma âncora
dentro do tinteiro. Antes marco
e agora traço, Anarda é signo,
insígnia, dentro do tinteiro.
Não diante do papel ou adiante
da vida, mas antes e depois
(dentro)
pois apesar das penas e seus galos
mortos, Anarda é ave, vôo
dentro do tinteiro.

Parabéns pela obra, poeta Rubens Jardim!


Publicado por Rubens Jardim em 31/01/2018 às 20h44
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Site do Escritor criado por Recanto das Letras