Rubens Jardim

A poesia é uma necessidade concreta de todo ser humano.

Meu Diário
28/11/2018 16h19
Um poeta amigo, Péricles Prade, já disse que a poesia é a verdadeira pedra filosofal, o ouro supremo da palavra, a quint

 Cesar Augusto de Carvalho, meu parceiro no Sarau Gente de Palavra Paulistano  "psicografou" todas as minhas emoções da noite poética de ontem, em homenagem ao poeta e ator Claudio Laureatti.

UMA NOITE MÁGICA -- Saraus poéticos são sempre alegres. Nunca participei de nenhum onde imperasse melancolias ou tristezas. Mas, ontem à noite, no Gente de Palavra, sarau abrigado pela casa da poesia, a Livraria Patuscada, do querido amigo Eduardo Lacerda, aconteceram coisas impossíveis de serem descritas.
Desde o início, eram mais de 8:30h, um amigo do Claudio Laureatti, o poeta homenageado, enredou-nos na sonoridade de sua harmônica cantando Luiz Gonzaga. Depois, aberto oficialmente o evento, com a introdução de Rubens Jardim, me diverti à beça com os poetas convidados e seus depoimentos e leituras. Laureatti, por sua vez, não deixava por menos, animador cultural que é, interferia ora com sua voz, ora com a movimentação de seu corpo, deixando-nos com um enorme sorriso na boca.
Confesso, apresentar cada um dos poetas com meu jeito seco e direto, foi uma diversão.
Terminado o sarau, caminhando pelas ruas da Vila Madalena, de volta para casa, lembrei-me da inutilidade da poesia proclamada por LeminskI. Ele tem razão, a inutilidade serve para gerar o que de melhor se pode fazer neste mundo maluco: celebrar a vida.
Meu muito obrigado ao Laureatti por proporcionar esta festa, ao Rubens Jardim por enredar-me nas línguas desta Gente de Palavra e, claro, meu muitíssimo obrigado aos poetas que nos prestigiaram com sua voz e simpatia.

o poema é inútil
não cheira, nem fede
soa (*).

(*) do livro Curto-circuito, a ser editado em breve.


Publicado por Rubens Jardim em 28/11/2018 às 16h19
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Site do Escritor criado por Recanto das Letras